Mapa de Palco e Mapa de AC

TEMPO DE LEITURA ESTIMADO: 2 MINUTOS

Neste artigo, vamos falar dos mapas de iluminação e de distribuição de energia em palcos de shows e eventos e a importância deles para auxilio dos técnicos e dos engenheiros afim de realizar o correto dimensionamento dos sistemas e a distribuição correta do cabeamento de energia, de dados (dmx) e também a integração com os sistemas de som, projeção, filmagem e etc.

Quando elaboramos um projeto de iluminação cênica, seja para um show, para uma igreja, para uma loja, para um salão de festas, uma iluminação arquitetural, ou outro devemos ter conhecimento do equipamento que será utilizado, e do efeito que queremos obter, e do espaço disponível para instalação do equipamento, do dimensionamento elétrico disponível, da luz ambiente existente, e até mesmo de fatores externos que possam influenciar o projeto.

Com o advento do uso de equipamentos DMX e de LEDs os iluminadores acabaram se esquecendo de criar uma camada de projeto com a identificação dos circuitos lógicos (DMX, SINAL DE VIDEO PARA PROJEÇÃO, SINAL DE CONTROLE DE AUTOMAÇÂO, ETC) mantendo o velho costume de identificar somente o endereçamento lógico (canal do dimmer, endereço DMX, etc) ficando a cargo dos técnicos a distribuição das redes lógicas (DMX) e seus respectivos amplificadores, splitters, buffers. Para agravar o problema, alguns desses sinais possuem limitações de distância, como o sinal de vídeo para projetores, sinal DMX que tem limitação do tamanho da rede e do número de enlaces (equipamentos) por segmento, redes de dados sem fio que sofrem com interferências de rádio e de equipamentos da rede pública de telefonia celular, sinais e tipos de cabos incorretos são fatores agravantes.

Para a elaboração correta de um MAPA DE PALCO, devemos seguir alguns passos, o primeiro é a disposição física da estrutura de apoio (treliças, boxtruss) e dos pontos de fixação, para poder-mos ter uma ideia dimensional e a visão do ponto de vista do público, feito isso, vamos estudar junto com o diretor de cenografia e verificar quais são as idéias e efeitos necessários, bem como a disposição dos objetos cenográficos, artistas, músicos, etc. Somente neste ponto é que vamos começar a especificar os equipamentos.

Primeiro, devemos alocar o espaço dos equipamentos que possuem pontos focais para correto funcionamento e calculo de luminância, como projetores de imagens, elipsoidais, Plano Convexos (PC), Fresnéis, projetores de gobos e moving lights nesta ordem, pois são equipamentos que necessitam de maior controle e marcação de posição em nosso mapa de palco. 

 

About the Author

You may also like these

× Chame no WhatsApp