Iniciando no AUDIO PROFISSIONAL II – Microfones

Microfones
TEMPO DE LEITURA ESTIMADO: 9 MINUTOS

Bom, dando continuidade ao guia anterior, vou falar agora de um dos mais importantes equipamentos existentes em um sistema de som, e que geralmente não recebe a devida atenção, são nada mais nada menos que os MICROFONES, ou seja, a forma por onde se inicia a captação do som e a colocação deste em meios eletrônicos e elétricos que possam realizar alterações e amplificar o sinal.

Neste guia, vou dar uma passada rápida pelos tipos de microfones e suas características, posteriormente, irei entrar no assunto mais profundamente, para cada tipo de microfone.

Os microfones possuem um transdutor, que é a parte do equipamento que converte os sinais captados na membrana em energia elétrica, ele pode ser de dois tipos, dinâmico e condensador.

Tipos de Microfone

Microfone a Condensador

O microfone de condensador utiliza a variação da capacitância de um capacitor, através da variação da distância entre suas placas. Tem um diafragma de metal ou plástico muito fino ajustado sobre uma peça plana de metal ou cerâmica chamado de back plate. Quando uma determinada carga elétrica é colocada entre o diafragma e o back plate, causa variações na saída elétrica e dependendo dos movimentos do diafragma que vibra em resposta as ondas de som. Este sinal de saída é muito fraco e sujeito a interferências, por isto é amplificado por um pré-amplificador que pode estar integrado no corpo do microfone ou em um dispositivo separado.

A maioria dos microfones de condensador requerem alimentação, seja por AC ou baterias. A fonte de AC pode vir de algum equipamento que o microfone estiver acoplado ou do mixer de áudio (phantom power). Neste caso, o cabo do microfone, além de levar o sinal captado pelo microfone ao mixer, leva energia do mixer ao pré-amplificador do microfone. As baterias são colocadas junto do microfone ou do pré-amplificador.

Os microfones de condensador, também chamados de capacitivos, são muito pequenos, extremamente sensíveis para baixas e altas frequências, tem uma melhor faixa dinâmica e menor nível de ruído. O seu pré-amplificador permite que eles tenham uma saída mais alta do que os dinâmicos. São recomendados para a captação de som de alta qualidade.

Microfone Dinâmico

Os microfones dinâmicos usam um imã e uma bobina de fio fino. As ondas sonoras fazem vibrar o diafragma suportado pela bobina que se encontra em um campo magnético. Como resultado, uma pequena corrente elétrica é gerada e depois amplificada.

Os microfones dinâmicos são mais baratos e mais robustos, não necessitam de alimentação externa e são indicados onde as condições de captação forem mais severas, como shows e reportagens. Aceitam grandes pressões sonoras sem distorção. Têm menor sensibilidade a ruídos de manuseamento. Excelentes para gravação de vozes em exteriores, eliminando o ruído ambiente.

Formato do Microfone

Para cada aplicação, existe um tipo específico de microfone, como seguem alguns exemplos

Microfone de Mão

O microfone de mão é o tipo mais comum. Muito usado em entrevistas e por cantores, além de permitir ser segurado pelo usuário, pode ser fixado em um pedestal, pendurado ou mesmo ser deixado no chão. O ideal é que ele tenha um amortecedor interno para diminuir os ruídos com a manipulação e ser bem robusto. Para uma captação melhor, o microfone de mão deve ser posicionado a uma distância de 15 a 30 cm da boca do locutor e num ângulo de 45 graus. Em geral os microfones de mão são do tipo dinâmico.

Microfone de Lapela

É projetado para ser usado junto do corpo humano, também chamado de Lavalier, é outro tipo muito utilizado. De formato muito pequeno, é preso à roupa deixando o usuário com as mãos livres. Ele pode ser facilmente escondido atrás de qualquer objeto, neste caso o som deve ser equalizado para parecer natural. Os microfones de lapela podem ser ligados diretamente ou através de emissores/receptores sem fio. Quando são usados Lavalier sem fio, um pequeno transmissor é colocado na roupa do usuário. Se ele for duplo são usados dois transmissores com frequências diferentes.

Microfone ShotGun

O Shotgun é projetado para captar sons de distâncias maiores. Deve-se evitar apontá-lo para superfície dura, como uma parede de azulejos ou de tijolos, porque elas podem refletir sons de fundo ou deixar o som oco. O Shotgun é muito sensível ao barulho causado pelo vento, por isto deve ser movimentado com cuidado e, sempre que possível, usa-lo com quebra-vento de espuma (luva).

Microfone PZM – Pressure zone microphones

O PZM é um microfone projetado para captar o som de várias pessoas. O PZM iguala o volume de todos os sons captados dentro de seu alcance.

Muito utilizado em danças e apresentações coletivas.

Microfone de Contato

Captam sons em contato direto com a fonte sonora. Muito usados para a gravação de instrumentos musicais e de sapateados em geral.

Microfone de Estúdio

Microfone desenhado especialmente para utilização em estúdios de gravação.

Microfone Sem Fio

O microfone sem fio, também chamado de microfone de rádio ou de RF, é, na verdade, uma estação de rádio em miniatura. Ele pode ser de uma ou duas peças. No de uma peça, o microfone, a bateria, o transmissor e a antena estão no mesmo corpo. No de duas peças, o microfone é conectado a uma unidade de transmissão separada. A unidade do microfone (que pode ser do tipo dinâmico ou de condensador) converte as ondas de som em um sinal elétrico. O sinal é enviado para um transmissor de baixa potência que o encaminha à um receptor que, por sua vez, converte o sinal de rádio-freqüência novamente em áudio. A saída do receptor é conectada na entrada de um mixer ou gravador, através de cabos.

Receptores com duas antenas oferecem menos interrupções no som do que os de uma única antena. Eles possuem um circuito inteligente que seleciona o melhor sinal que chega a cada uma das antenas. Os microfones sem fio operam em frequências específicas medidas em mega-hertz (MHz). Seus transmissores e receptores trabalham nas frequências de UHF, de 470 MHz a 806 MHz (canais 14 a 69), e nas de 150 MHz a 216 MHz, ou seja, a mesma banda onde estão os canais de televisão VHF. Esta última é a mais usada profissionalmente. Alguns modelos operam na frequência de 902 a 928 MHz. As frequências mais baixas em VHF, como a de 49 MHz, estão sujeitas a mais interferências. Não há nenhuma diferença na qualidade do som nos sistemas que operam em VHF ou UHF. Nos microfones sem fio em UHF há menos chances de interferência de outro usuário que esteja operando na mesma freqüência, porém, eles são mais caros que os sistemas VHF.

Direcionalidade

A qualidade do som captada depende também da característica direcional do microfone. Neste caso podemos classifica-los em direcionais, bidirecionais e omnidirecionais.

Microfones direcionais

Tem como característica principal captar o som vindo de uma única direção. Respondem melhor aos sons situados num ângulo de menos de 20 graus de cada lado da direção que estão apontados.

Microfones Cardioides

São chamados assim porque sua curva de resposta tem a forma de um coração. Este tipo de microfone responde melhor aos sons vindos da frente. Os sons das laterais são captados com pouca intensidade. Seu uso é indicado para lugares de muito barulho ou para evitar a reverberação em ambientes fechados.

Microfones Super-cardioides

Apresentam características parecidas com os cardioides mas com maior sensibilidade aos sons vindos da frente, captando um pouco mais os vindos de trás.

Microfones Hiper-cardioides

Microfones ultra direcionais, altamente sensíveis aos sons frontais, com uma sensibilidade menor do que os anteriores aos sons vindos da parte de trás. Deve ser apontado com precisão para não pegar sons indesejáveis. Não devem ser utilizados em interiores ou exteriores com paredes refletoras. Em ambientes reverberantes originam perdas de definição graves e colorações indesejáveis nas vozes. Conhecidos também como shotgun, captam o som de longas distâncias, permitindo enquadramentos de câmera mais abertos.

Microfones bidirecionais

São os que captam o som de duas direções opostas, na frente e atrás. São muito usados em estúdios de áudio. Em televisão sua utilização é limitada.

Microfones omnidirecionais

Captam o som de todas as direções. Muito sensíveis, necessitam estar muito próximo da fonte sonora para não pegar sons indesejáveis. São indicados para a captação de festas, orquestras, quando se usa um só microfone.

Impedância e Respostas de Frequências

Os microfones podem ser de baixa impedância (inferior a 600Ohms) e de alta impedância, onde os de baixa impedância são mais utilizados em aplicações profissionais pois permitem a utilização de cabos longos sem perda na qualidade do sinal.

Os microfones devem ser ligados aos sistemas de gravação e/ou amplificação com atenção a sua impedância, e deve-se evitar ao máximo o casamento de impedâncias sobre o risco de perda da qualidade do sinal captado.

Preferivelmente, os microfones devem ser conectados em sistemas com impedâncias mais altas cerca de 5 a 10 vezes, por este motivo é que os mixers profissionais possuem impedância superior a 1000Ohms.

Um outro fator que é importante na especificação de um microfone, é a sua resposta de frequências, que é a capacidade do mesmo em captar faixas diversas de frequências e também o que determina seu uso específico em produção e utilização.


alexandre dalceno
Texto: Li o artigo e estou com uma dúvida. Qual seria o modelo de microfone mais adequado para captação de coral acima de 20 vozes, o Shot Gun ou PZM?
Resposta:Quando falamos em microfonar um coral, temos várias questões técnicas, para uma gravação o ideal é usar microfones diferentes, o PZM é muito bom para captar a dinâmica do ambiente, e ter um disponível gravado em uma faixa vai dar muita ajuda na hora da mixagem. Quanto as vozes, devem ser separadas por naipes, e cada naipe gravado individualmente, ou ter um microfone específico para cada naipe, existem microfones mais apropriados como os akg ak31 e ak32, shure ECO entre outros, são microfones de maior sensibilidade, mais são microfones comuns, com padrão de direcionalidade ominidirecional, super cardoides hypercardóides, geralmente, são pequenos e devem ficar pendurados a cerca de 0,60m de distância das vozes. Os shot gun não devem ser usados, pois captariam somente 11 pessoa (a que o mic estiver apontando)

 

About the Author

You may also like these

× Chame no WhatsApp