Romeu/ dezembro 28, 2017/ Iluminação Profissional e Arquitetural

TEMPO DE LEITURA ESTIMADO: 8 MINUTOS

Vamos apresentar cada tipo de aparelho, suas funções, suas formas e seus usos:

PC Telem – linha OM de até 1000w

PC – PANO CONVEXO: Equipamento mais comum nos teatros, o famoso PC, ou plano-convexo leva esse nome por que utiliza uma lente plano-convexa para fazer com que os raios luminosos tenham uma incidência focalizada em determinado campo e produza uma fonte luminosa bastante definida. Sua utilização é bastante variada, pois esse equipamento possui grande versatilidade.
Usada em Gerais, banhos de cores, focos com definição (luz dura), focos indefinidos (luz soft), back lights (contra-luzes), podem ser criados com esse equipamento. Para criação de luz soft, adicionam-se filtros difusores ou silk, assim como para desenhos retangulares utilizam-se bandoors. Outros efeitos podem ser conseguidos com prática e experiência, tais como: sombras projetadas, vitrais projetados, máscaras, etc. Os plano-convexos podem ter diferentes potências, os mais comuns são os de 500W, 650W, 1000W, 2000W e utilizam Lâmpadas halogêneas, com temperatura de 3000K em média.

Fresnell F165 – Light Cannon em LED

FRESNELL: O fresnel leva esse nome devido a sua lente, inventada pelo físico francês Augustin Fresnel (1788 – 1827). Como o plano-convexo, o fresnel é um equipamento cuja luz pode ser considerada dura, porém, devido as características difusoras de sua lente, o equipamento fornece um detalhamento focal menos acentuado, diluindo a iluminação do centro à periferia. Muito útil na construção de gerais, contra-luzes, banhos e walls, o fresnel é o tipo de equipamento essencial dentro dos teatros.
Sendo sua luz mais suave, suas sombras são menos definidas. Encontramos esse tipo de equipamento em utilização nos teatros, estúdios de vídeo, tv e no cinema.
Suas potências variam muito e no cinema criam uma iluminação muito apropriada para efeitos de luz do dia com utilização de lâmpadas HMI de alta potência. São encontrados aparelhos desde 300w até mais de 20000w com os mais variados tipos de lâmpadas. São sem dúvida nenhuma os equipamentos mais utilizados em cinema.

Scoop 14″- Altman – 1000w

SCOOP:Também conhecido como panelão, produz iluminação bem soft. Sua luz abrange uma grande área. Utilizado para preenchimento (fill light). Muito utilizado em estúdios, consiste quase inteiramente em uma lâmpada no centro de uma grande cúpula de metal curvado. Produzindo uma luz suave, para preenchimento do espaço. Em televisão, são amplamente utilizados para a iluminação de platéia, para gravações em estúdios e telejornalismo, já em teatro são usados para gerais ou para luz de ensaio devido a seu mais baixo valor e custo hora. Esse equipamento é o antecessor dos set-lights. São encontrados em diversas potências de 300w a até 6000w, e atualmente muitos equipamentos de LED são fabricados nesse formato.

Refletor PAR64 – 1000w #1

REFLETOR PAR (canhão): Leva esse nome porque possui uma lâmpada com espelho parabólico (Parabolic Alumized Reflector). Essas lâmpadas são encontradas em variados ângulos de espelhamento (par38, par56, par64, par20, par36, entre outras). Seu foco é definido, ovalado e muito brilhante. Os ângulos de abertura da luz dependem também dos tipos de bulbos e formato das lentes frontais. É muito utilizada em teatros e shows. São usadas em estúdios apenas quando uma estética particular os exige. São encontradas em diversas potências que variam de 20w a 2000w. Os refletores LED deste formato são os que mais se popularizaram, devido a característica de uso e também a infinidade de opções existentes no mercado.

Elipsoidal ETC 70º – Source Four

Elipsoidal (LYCO):Equipamento cujo foco é bem definido proporcionando luz dura. Utilizado geralmente para projeção e recortes de imagens no fundo de estúdios e para efeitos no teatro. Alguns teatros também os utilizam para gerais de frente. As projeções são feitas através de gobos de aço, duralumínio ou gobos de vidro dicroico refratário com imagens e efeitos. Para abertura focal o equipamento possui uma íris mecânica, para os recortes jogos de facas e para projeções os porta-gobos que podem ser unitários e estáticos ou duplos e rotativos, que servem para criação de efeitos dinâmicos. Existem também máquinas de efeitos para acoplagem na parte frontal do canhão, que permite a troca de cor, troca de gobo e outros tipos de filtros.
Sao encontrados nos mais diversos tipos de abertura focal e regulagem, e nas mais diversas potências. Alguns possuem uma lente de grau fixo, outras variável. Seu preço é determinado pela qualidade de suas lentes, geralmente produzidas em vidro borosilicato, e também pelo seu grau.

Ciclorama: Como o nome já diz, utilizado para projeção de fundos em cicloramas (painel de fundo de cenários e estúdios que possuem características semi circulares – fundo infinito) de palco e estúdios. Iluminação soft de grande abertura angular. Muito utilizado com cores para dar ambiência e profundidade em cenários. Este é um tipo de equipamento onde o LED ganhou muito espaço, novamente pelas suas características. No refletor tradicional, o corrugado de alumínio produz uma luz mais soft e de grande abertura.

Mini Brute (Brut): Esse equipamento fornece uma grande quantidade de luz. Funciona com jogos de lâmpadas PAR. É bastante utilizado em shows para efeitos de grande impacto, principalmente sobre o público.
Pode ser utilizado em grandes estúdios para preenchimentos de grandes áreas. Em Cinema, pode ser usado para iluminar grandes cenários e também como luz principal para captaçoes de alta-velocidade, ou, para filmagem em macro.
Sao comumente montados com conjuntos que variam de 1, 2, 4, 6, 8,12 lâmpadas tipo PAR36 DWE de 650w. Alguns modelos usam lâmpadas Halogênio Palito de 1000w. O Led vem ganhando espaço nesse segmento, devido ao surgimento de pastilhas COBLED de alta potência.

Canhao Seguidor: Utilizado para projeção de focos definidos em atores e cenários. Muito pouco utilizado em estúdios, a não ser em programas de televisão e cinema (efeitos específicos). Encontramos em diferentes potências. Geralmente manuseado manualmente sobre um tripé de apoio. Possui sistema de troca e mistura de cores, pode possuir função de projeção de gobos, e controle de distância e ponto focal.
São muito utilizados em eventos e apresentações para manter o foco no assunto principal e em destaques.

Soft Light (geladeira): Como o nome já diz, esse equipamento fornece uma iluminação soft, ou seja, um banho de luz bastante homogêneo e geralmente atinge uma área extensa. Ele é indicado para luzes de preenchimento (fill light) mas pode também funcionar como iluminação principal (key light) em filmagens e cinema.
Esses equipamentos podem ter variadas potências. São indicados também para preenchimento de fundo de cenários (walls) sem sensação de profundidade. Atualmente, mais amplamente utilizados em filmagens são produzidos com lâmpadas tipo fluorescentes de maior temperatura de cor (5900ºK) e com aberturas e recursos variados. O led ganhou espaço nesse segmento devido a alta temperatura de cor obtida (10000K) que serve para tirar a sensação de profundidade.

Set Light: Iluminação também soft, porém, com uma definição focal larga. É de costume utilizar esse equipamento com filtros de acetato (gelatinas) para suavizar os detalhes e também com filtros de acetato ou dicroicos para efeitos com cores.
Indicados tanto para key light como para fill light. Geralmente são encontrados com lâmpadas de potências variadas: 300W, 500W, 1000W, 2000W. São bastante utilizados em gravações de externas devido a sua maleabilidade e escalabilidade. Muitos iluminadores o utilizam em séries para fazer o papel de ciclorama, ou para iluminação de ribalta ou mesmo ambiência em iluminação cênica. Os set-light led também são chamados de ribaltas, devido ao seu uso.

Moving Beam ou Moving Head: São equipamentos computadorizados, geralmente utilizados para a projeção de gobos, focos com movimento e desenhos. Alguns possuem movimentos simples, outros complexas opções de sobreposição e trocas de lentes. Existem equipamentos de potências variadas, e muitos tem opção de dimmer. São amplamente utilizados em shows, e televisão. Os movings são a automatização mecânica de diversos equipamentos, e podem substituir diversos tipos de refletores além de realizarem efeitos únicos. Existem também versões WASH que servem para banhos de cor e possuem um angulo mais difuso, com efeitos de trocas e transições de cor. Os mais modernos equipamentos conseguem fazer até a projeção de imagens e filmes.

Espero ter coberto as principais utilizações de equipamentos de iluminação teatral e também, ter dado uma visão geral dos recursos que podemos utilizar para criar a iluminação de ambientes e definir idéias de lugares e climas.

 
Share this Post