Como Fazer um Convite

Romeu/ janeiro 16, 2021/ Outros

Sempre que vamos organizar alguma coisa, seja uma festa de aniversário, seja um evento de troca de faixa (em esportes como Judô e Karatê), um evento social, temos que convidar outras pessoas. Para isso, às vezes basta um convite verbal e pronto, porém há aqueles que se sentem ofendidos em não receber algo por escrito, para que assim tenha uma prova de que foi convidado. Para resolver esse problema você deverá elaborar um convite formal, pois ele possibilita que você informe todos os dados pertinentes a ocasião. Nele você poderá adicionar um título, uma imagem decorativa, a descrição do evento e adicionar uma data, o local, os trajes se for necessário e os seus dados. O que não podemos esquecer, é de colocar as informações básicas. Quem convida, para o que convida, para quando, a que horas, onde será realizado. 10 DICAS PARA SE ELABORAR UM CONVITE 1 – Quando começar a pensar na lista de convidados leve em conta certos casos especiais. É sempre bom revisar a lista definitiva e ordenar por grupos de idade, relação ou compromisso, com o objetivo de distribuir de forma conveniente as mesas. 2 – Os convites costumam ter um formato padrão, mas cada vez mais a criatividade e imaginação estão presentes nos convites de casamento. Nos convites clásicos se inclui os nomes dos noivos e dos pais comunicando aos convidados sobre a união, o local e a hora tanto da cerimônia quanto da festa, assim como, o endereço de ambas as famílias e a solicitação de confirmação de presença. 3. Se um dos pais é viúvo, se coloca só o seu nome e o nome do falecido, seguido da informação (in Memorian) que significa em memória em latim. 4- Abaixo desses dados se adiciona algum texto no convite, como por exemplo: “Tem a honra de participar da união dos seus filhos (os nomes de quem está se casando) e convidar para a cerimônia que se celebrará no dia (colocar a data e local) e posteriormente a recepção que será (local da recepção). Na linha de baixo se pede confirmação e na última linha a esquerda aparece o endereço da noiva e do outro lado o do noivo. 5 – Estes modelos tradicionais convivem hoje com outro tipo de convite, no qual os noivos convidam diretamente. Isso é muito comum no caso de segundo casamento ou com casais que já tem filhos. Este modelo será praticamente igual ao convencional, apenas com a diferença que se retiram os nomes dos pais.Até hoje, o convite tradicional é o mais escolhido entre os noivos. 6 – Se o lugar da celebração é de difícil acesso é aconselhável incluir um mapa para que as pessoas possam chegar até o local com facilidade. 7- Os envelopes se escrevem a mão ou impressos, com tinta preta e sem abreviaturas nos nomes e sobrenomes. Atenção aos nomes dos convidados na parte externa ou no envelope do convite! 8 – Se algum dos filhos do casal é maior de idade e vai

Read More

Iniciando No Audio – Posicionamento das Caixas de Som

Romeu/ janeiro 16, 2021/ Outros

Iniciando no AUDIO PROFISSIONAL XI – POSICIONANDO AS CAIXAS DE SOM Neste artigo, vou falar da LEI DOS INVERSOS DOS QUADRADOS DA DISTÂNCIA que é uma lei da física, mas que é aplicada em diversos segmentos, em fontes de calor, em acústica, em iluminação, em ondas de rádio e telefonia, em transmissão de equipamentos sem fio em geral e em muitos outros segmentos. Com base nela é que vamos calcular o melhor posicionamento do nosso sistema de som. O Som é um fenômeno físico, que portanto, segue as leis da física e pode ser estudado com princípios matemáticos, um desses princípios é a LEI DO INVERSO DO QUADRADO DA DISTÂNCIA que é a lei da física que estuda as ondas de rádio, ondas de calor, ondas de luz e tudo o mais que se propaga através da distância e que possa ser quantificado. Por mais difícil que pareça essa lei é bem simples e amplamente conhecida por todos, só que a grande maioria das pessoas não se recorda ou não tem ciência disso, mas pode ficar tranquilo que ela é instintiva e fácio de ser compreendida. Muitas pessoas tiveram um contato com essa lei, quando estavam cursando o segundo grau e iniciaram no estudo dos cones, quem quiser um estudo mais detalhado, pode CLICAR AQUI. Na figura 1, temos que do topo do cone até o ponto B1 temos um cone pequeno e que até o ponto B2 que tem a mesma distância, a área do cone aumenta em 4x; analogamente, se o topo do cone fosse uma caixa de som, B1 fosse a primeira pessoa e B2 fosse a ultima, o som iria se propagar em forme de cone, B1 teria um som e B2 teria um som 4x menor. FIGURA 1 Trocando em miúdos, cada vez que dobramos a profundidade, precisamos de 4x mais potência. Como esse calculo tem a ver com o teorema de Pitágoras, seu nome surge dai. Este

Curso de Normas Regulamentadoras (NR)

Romeu/ dezembro 2, 2020/ Outros/ 0 comments

Este curso tem o objetivo de formar ou reciclar profissionais da área de elétrica para trabalhar dentro das normas de segurança e dos padrões exigidos pelo mercado, composto pelas normas aplicáveis, equipamentos de segurança obrigatórios, penalidades, exigências da lei e das entidades de classe, e também pelas boas práticas profissionais. É necessário terminas todas as aulas para ter acesso ao teste e a emissão do certificado. Você pode fazer as aulas no tempo que desejar, e também baixar os materiais didáticos para o seu computador ou celular. . AULAS DO CURSO – Clique Para Acessar

Trabalho com SONORIZAÇÃO e ILUMINAÇÃO DE SHOWS, sou TÉCNICO ou ARTISTA? Eis a Questão…

Romeu/ dezembro 29, 2017/ Outros

Uma dúvida que periodicamente surge em discussão é justamente a quem cabe a competência da fiscalização do trabalho de técnicos de som, iluminadores, profissionais de eventos como montadores, serviços técnicos, efeitos especiais e quem tem a competência para fiscalizar esses serviços e o cumprimento das normas?